Jump to content
Siscomex - Comércio Exterior

Leaderboard


Popular Content

Showing content with the highest reputation since 06/30/2009 in all areas

  1. 3 points
    Não discuto a importância de um bom despachante para fazer as importações, mas cobrar até R$ 1.000,00 para habilitação no Radar é completamente absurdo. Se a empresa não tem nenhum problema com a documentação e o fiscal da Receita não for muito chato, qualquer pessoa com primeiro grau completo consegue juntar os documentos. O mais importante de tudo: VOCÊ NÃO PAGA NADA PARA TIRAR O RADAR! SE ENTREGAR A DOCUMENTAÇÃO ERRADA PODE MUITO BEM RETIFICAR QUANTAS VEZES FOR NECESSÁRIO. Claro que vai perder tempo, mas é melhor do que pagar R$ 1.000,00. São pouquíssimos os documentos solicitados: Art. 4º O requerimento de habilitação, na modalidade simplificada, será instruído com os seguintes documentos, conforme disposto no art. 10 da IN SRF nº 650, de 2006. http://www.receita.fazenda.gov.br/publico/Legislacao/Ins/2012/IN1245/Anexo1IN12452012.doc Assinado e com firma reconhecida I - cópia do documento de identificação do responsável pela pessoa jurídica, ou do signatário do requerimento, se forem pessoas diferentes; e Copia autenticada de RG e CPF II - instrumento de outorga de poderes para representação da pessoa jurídica, quando for o caso. Se não precisa levar se você mesmo for dar entrada (...) I - cópia dos atos constitutivos da pessoa jurídica, ou de sua última consolidação, e alterações realizadas nos últimos dois anos; Se for ME, levar cópia autenticada do Requerimento de Empresário II - certidão simplificada da Junta Comercial expedida há, no máximo, noventa dias; Aqui em Pernambuco esta certidão pode ser solicitada até pela internet no site da Junta Comercial. No mesmo dia que eu paguei (R$ 28,00) recebi a certidão. III - relativos aos imóveis onde funcionam o estabelecimento matriz e o principal depósito da requerente: a) cópia da guia de apuração e lançamento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) ou Declaração do Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural (DITR), com os dados cadastrais do imóvel; e Cópia autenticada do carnês de IPTU onde a empresa está instalada. O IPTU deve estar no nome de sua empresa ou se o imóvel for alugado o IPTU deverá estar no nome de quem celebrou o contrato de aluguel com sua empresa. Se for imóvel alugado, levar cópia do contrato de aluguel com todas as vias autenticadas. cópia da nota fiscal de energia elétrica ou de telefone do mês anterior ao da protocolização do requerimento. Conta simples de luz ou telefone que esteja em nome da sua empresa Aqui em Recife solicitaram outro documento, a inscrição estadual e a situação no Sintegra, mas a fiscal foi muito solícita. Ela entrou no site http://www.sintegra.sefaz.pe.gov.br/ imprimiu a via e anexou ao meu processo. Preenchi o requerimento e preparei toda esta documentação em menos de 2 hora (contando o tempo esperando no cartório pelas autenticações e reconhecimentos de firma). No mesmo dia entreguei na Receita Federal. O comunicado do deferimento chegou apenas 7 dias úteis após eu entregar a documentação. Tem algo de complicado nisso ai? Se precisar de ajuda no preenchimento do requerimento de habilitação podem me perguntar.
  2. 2 points
    O radar pode ser emitido por qualquer pessoa. O valor é cobrado pois exige observância e estudo das leis aduaneiras vigentes e demanda de disposição e tempo ( e muito, ultimamente ) para acompanhamento. Lembrar que quando um despachante esta correndo atrás da habilitação de radar, ele deixa de fazer fazer desembaraços, então nada mais justo cobrar. Abcs.
  3. 1 point
    Ola Oswaldo, Sim, empresa no simples pode ter radar. Sem problemas em mudar após a habilitação no radar. Abcs,
  4. 1 point
    INTENSIVO EM COMÉRCIO EXTERIOR CURSO PRESENCIAL (Limeira/SP) MATRÍCULAS ABERTAS Objetivo: Capacitar o aluno interessado em atuar ou que já atua no mercado internacional, proporcionando-lhe conhecimento dos procedimentos e rotinas utilizados nas operações de Exportação e Importação, desde o início das negociações internacionais até o embarque efetivo da mercadoria e/ou recebimento do bem provindo do exterior. Público Alvo: Empresários, Administradores de Empresas, Vendedores, Compradores, Contadores, Estudantes de Comércio Exterior, Administração, Ciências Contábeis e Logística. Carga horária total: 30 horas - 10 Encontros Dias: Segundas e Quartas-feiras - Março dias: 18, 20, 25, 27 e Abril dias 1, 3, 8, 10, 15 e 17. Horário: 19hs às 22hs Local: Unicesumar - Limeira - Rua Visconde do Rio Branco, 79 - Centro, Limeira - SP Programa do Curso: - 37 tópicos, sendo: Cenário do Comércio Exterior no Brasil Estruturas do Comércio Exterior Brasileiro Órgãos anuentes e gestores Habilitação RADAR e suas modalidades Internacionalização da empresa e acesso aos mercados internacionais. Pesquisa e Desenvolvimento de Fornecedores Pesquisa e Desenvolvimento de Compradores Documentos no Comércio Exterior Formas de pagamentos no Comércio Exterior Câmbio Formação de preços na Exportação Tributos na exportação Incoterms 2010 Tributos na Importação: II, IPI, Pis, Cofins e ICMS Financiamentos na Exportação Financiamentos na Importação. Certificação de origem e suas finalidades Regimes aduaneiros especiais na Exportação e Importação Drawback Barreiras e restrições à exportação e importação Desembaraço aduaneiro Canais de Parametrização Roteiro de Exportação e Importação Classificação Fiscal de Mercadorias Modais & Logística Internacional Tipos de Contêineres e embarques (FCL e LCL) Embalagens no Comércio Internacional Seguro Internacional Cálculo de Nacionalização / Custos na Importação Conferência Física da Mercadoria Valoração Aduaneira Envio e Recebimento de Amostras Dumping / Antidumping Marinha Mercante Demurrage Ex-tarifários Declaração Única de Exportação - DUE Investimento: R$ 1.200,00 Incluso: Material Didático, Certificado e Coffee-Break Pagamento: À vista com 10% de desconto ou a prazo via Pagseguro em até 12x no cartão. Facilitador: Maicon Casemiro Pereira, Diretor Operacional de Comércio Exterior desde 2008, coordenando as áreas de Importação e Exportação. Consultor em Comércio Exterior. Despachante Aduaneiro credenciado pela Delegacia da Receita Federal desde 2006, autorizado à proceder com desembaraços aduaneiros de importação, exportação e regimes especiais em recintos alfandegados. Professor em Comércio Exterior nas matérias de Fundamentos do Comércio Exterior, Sistemática de Importação & Exportação, Transportes e Seguros no Comércio Exterior e Logística Internacional. Ampla experiência didática com aulas, treinamentos e workshops e atuação efetiva em projetos de internacionalização de empresas e desembaraço aduaneiro de cargas junto à fiscalização. Pós-graduando em International Business Management pelo MIB - Massachusetts Institute of Business. Maiores informações em: https://www.simalog.com/treinamentos
  5. 1 point
    Pedro, boa tarde ! Essa solicitação você deve fazer no seu Banco, é só falar que você quer cadastrar CPF ou CNPJ para debitar tributos do siscomex na sua conta bancaria.
  6. 1 point
    Boa tarde , Para importação formal se faz necessário a empresa ou pessoa física possuir RADAR no siscomex e seu representante ou despachante ter perfil para acesso ao siscomex, só assim será possível fazer o despacho de importação.Notar que se for pessoa física não pode ser feito comercialização,em relação aos correios só pode ser feito importação de:peças como molas, presilhas, parafusos e gatilhos, mediante prévio Certificado Internacional de Importação fornecido pelo Exército. Ver Parte II, §§ 2 e 2.7, o CII anteriormente era solicitado via correios no exercito mas agora é tudo feito pelo siscomex, sendo necessário registro de licença de importação, ou seja, mesmo trazendo via correios, vai ser necessário ter RADAR. Pedro acredito que você só tenha conseguido fazer a LI, como você não conseguiu pagar os impostos quer dizer que não foi registrada a DSI - Eletronica. Para debitar os impostos do siscomex você vai precisa ir até o seu banco e pedir autorização de debito de impostos para empresa e o representante"você ou o despachante". Eu recomendo utilizar um despachante, pois qualquer dado errado na declaração você sai com um prejuízo minimo de R$ 500,00. Segue exemplo de carta para mandar ao banco. Ao Banco do Brasil S.A. Autorização * IMPORTADOR AUTORIZADO NOME CNPJ *DESPACHANTES AUTORIZADOS: NOME CNPJ A "EMPRESA OU PESSOA". autoriza o Banco do Brasil S.A. a debitar em sua conta corrente Nº , da Agência , sempre que apresentado via SISCOMEX, o(s) valor(es) referente(s) ao imposto de importação e do IPI vinculado, constantes da(s) declaração(ões) de importação (DI) enviada(s) pelo sistema integrado de comercio exterior - SISCOMEX, bem como o débito via sistema Mercante do AFRMM relativa(s) a(s) operação(ões) realizada(s) pelo(s) importador(es) ou pelo(s) despachante(s) acima identificados, sendo destes a responsabilidade exclusiva pelas informações, inclusive quanto aos valores, constantes da(s) declaração(ões) de importação.
  7. 1 point
    Antes fazia o pagamento dos tributos normalmente pelo ambiente Minhas Importações, nos correios, que aumentou, desde o ano passado; o limite de U$500 para U$3000, porém, ao que foi falado, para a RF, por se tratar de produto controlado, precisa disso. Não confirmei ainda.
  8. 1 point
    Bruno, complementando a resposta do colega Maicon, no objeto social tem que sempre constar importação. Pode ser o que você coloca abaixo ou mais abrangente ainda. 3 - objeto social - pode ser Comércio varejista de plantas e flores naturais e importação de plantas e flores naturais ? Quanto ao capital social, já vimos fiscais da Receita solicitarem liquidez em reais correspondente a mais de US$ 150 mil para conceder o Radar Ilimitado. Para o Expresso, não há tantas exigências e para o Limitado, o mesmo raciocínio se aplica do Ilimitado. Mário Lopes IBSolutions - Consultoria e Gestão de Importação e Exportação
  9. 1 point
    Ola Bruno, 1 - Nome empresarial - é necessário constar a palavra "importação" ? Não obrigatoriamente, mas já que vai constituir a empresa agora, é interessante mencionar. 2 - capital social - existe um valor mínimo ? Não, porém o valor do capital social vai ser considerado na obtenção do Radar. Notar que não basta apenas mencionar, precisa ser integralizado. 3 - objeto social - pode ser Comércio varejista de plantas e flores naturais e importação de plantas e flores naturais ? Seria interessante checar com o contador. Uma pergunta, a empresa já fez uma análise na legislação para importara estes produtos? Creio que deverá haver anuência do MAPA para importar produtos deste segmento. Abcs,
  10. 1 point
    Talvez 7319-0/02 - Promoção de vendas..... Abcs,
  11. 1 point
    Ola Giuseppe, MEI pode sim atuar no comércio exterior, inclusive até obter a habilitação no Radar. Abcs,
  12. 1 point
    Ola Carlos Eduardo, bem vindo Com certeza irá agregar, pois classificação fiscal sempre exige muito conhecimento e conforme sabemos, a mesma pode ser o detalhe que separa o sucesso do caos! Abcs,
  13. 1 point
    Link atualizado pessoal: http://mkt.maino.com.br/planilha-nota-fiscal-importacao?utm_source=blog&utm_medium=post http://www.maino.com.br/
  14. 1 point
    tatiane boa tarde Voce tem pessoa para oferecer seu produto em SP. Tenho duas pequenas trading com radar ilimitado para exportar e limite pequeno para import Porem se se tiver interesse em ajuda para revenda posso oferecer seus produtos em oticas e shopping emitindo pedido e voce entrega produto apos pagamento a loja compradorra sds Jones
  15. 1 point
    Nós somos a AGILIS Importação: apesar dos desafios, você tem alguns caminhos para fazer isso. Nós acreditamos que comércio exterior pode transformar o país e o mundo. Por isso oferecemos soluções completas de importação e exportação e apoio em todos os momentos do processo. São 15 anos de experiência que garantem o conhecimento, e dão a credibilidade e agilidade que você procura. Para importar ou exportar, pode ficar tranquilo. Com a Agilis todo porto é seguro. Levamos ao mercado soluções práticas e personalizadas, de quem vivencia o dia a dia das operações, otimizando processos, reduzindo riscos, aumentando a a lucratividade, preocupando-se com a cultura e a forma de fazer negócio de cada cliente. Quer importar da China ou EUA? Precisa registar sua empresa no FDA? Já pensou em visitar uma feira na China, sem sair de casa? Planilha de simulação de custos de importação. Conheça mais os nossos serviços em www.agilisbrasil.com.br
  16. 1 point
    Armando, em complemento à resposta acima, note artigo do Regulamento Aduaneiro. Art. 18. O importador, o exportador ou o adquirente de mercadoria importada por sua conta e ordem têm a obrigação de manter, em boa guarda e ordem, os documentos relativos às transações que realizarem, pelo prazo decadencial estabelecido na legislação tributária a que estão submetidos, e de apresentá-los à fiscalização aduaneira quando exigidos (Lei nº 10.833, de 2003, art. 70, caput): § 1o Os documentos de que trata o caput compreendem os documentos de instrução das declarações aduaneiras, a correspondência comercial, incluídos os documentos de negociação e cotação de preços, os instrumentos de contrato comercial, financeiro e cambial, de transporte e seguro das mercadorias, os registros contábeis e os correspondentes documentos fiscais, bem como outros que a Secretaria da Receita Federal do Brasil venha a exigir em ato normativo (Lei no 10.833, de 2003, art. 70, § 1o). Art. 19. As pessoas físicas ou jurídicas exibirão aos Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil, sempre que exigidos, as mercadorias, livros das escritas fiscal e geral, documentos mantidos em arquivos magnéticos ou assemelhados, e todos os documentos, em uso ou já arquivados, que forem julgados necessários à fiscalização, e lhes franquearão os seus estabelecimentos, depósitos e dependências, bem assim veículos, cofres e outros móveis, a qualquer hora do dia, ou da noite, se à noite os estabelecimentos estiverem funcionando (Lei no 4.502, de 30 de novembro de 1964, art. 94 e parágrafo único; e Lei no 9.430, de 27 de dezembro de 1996, art. 34). Atenciosamente, Mário Lopes IBSolutions - Gestão e Consultoria de Importação e Exportação
  17. 1 point
    Honestamente não dá para aceitar que pessoas chamem dropshipping de importação. Revenda de produtos importados por pessoa física é proibida. É por essas iniciativa e outras mais que a Receita Federal aumenta cada vez mais o controle nas importações, punindo os bons importadores. Então de quem é a culpa da burocracia? Quer ter conhecimento de importação? Procure algum profissional da área ou empresa que possa estruturar juntamente com você um plano de negócios internacionais. Um projeto sério vai passar longe de conceitos como dropshipping. Importação formal é para quem tem visão de negócio e que espera resultados a médio e longo prazo. Observação: há outros fórums mais apropriados para quem quer dar dica de COMO NÃO IMPORTAR. Vamos respeitar os colegas desse fórum e realmente compartilhar aquilo que agrega. Atenciosamente, Mário Lopes IBSolutions - Gestão e Consultoria de Importação e Exportação
  18. 1 point
    A plataforma Tudo em um para deixar voce livre para pensar em negocios, nao em ferramentas. - Modelos de Paginas - Maquinas Criadas - Geracao de Leads - Gatilhos Inteligentes - EAD (Area de Membros) - Integracao com LeadAds - Envio de Notificacoes no Facebook - Aplicativo Movel - Bonus Exclusivos - Formularios de Captura - Dominios e Subdominios - Gatilhos e Links Inteligentes - Lead Score, Tags e CRM - VSL e Carta de Vendas - Relacionamento e Envio de SMS - Criacao de Central de Afiliados Gratis - Envio de Newsletter, Mala Direta e Broadcast http://leadlovers.com.br/?ref=W4846379U
  19. 1 point
    Olá! Com base no que tenho estudado e no pouco que já aprendi, desenvolvi uma planilha simples para cálculo do imposto e cálculo do preço final da mercadoria utilizando o Importa Fácil. Desde já esclareço que sou iniciante no assunto, criei a planilha para meus estudos e simulações, portanto se os amigos quiserem propor correções, alterações ou sugestões de melhorias, ficarei agradecido. Em anexo segue a planilha para download dos que interessarem, espero poder ajudar. Att, Osmar Ribeiro Simulação Importa Fácil.xls
  20. 1 point
    Qual a classificação fiscal que voce esta usando para a consulta?
  21. 1 point
    Olá, Pelo menos aqui na China isso não funciona. Ou se verifica a empresa previamente na própria China ou se leva um belo golpe. O Brasil não tem e nunca terá esse controle, pois cada país tem sua legislação e aqui é mais fácil fechar e abrir empresas do que comprar uma cocacola num hipermercado. Um dos golpres modernos aqui é o seguinte: A empresa LEGÍTIMA contrata uma TRADE COMPANY para acessorar os negócios internacionais. Até aí tudo bem. Acontece que, a negociação é feita entre a TRADE e o cliente. Quando o cliente faz o pagamento a TRADE, a mesma some do mapa. Aí quando a gente entra em contato com a empresa verdadeira ela diz: "Não fomos nós, foram eles!" "Somos uma empresa séria!" e o cliente que amargue o preju! Trabalhei em empresa aqui na China e pelo menos aqui, nem o Brasil nem NINGUÉM saberá quém é sério por uma "lista negra". Ou se verifica e tira fotografias dos administradores, prédio e se verifica documentos, como faço, ou caminhe para o "cheiro do queijo"...ehehe e não acontece só na china. Acontece na África e na ásia. E o alibaba é um oceano cheio de "tubarões famintos", se é que vcs me entendem. Os bandidos internacionais são mais espertos que a inteligência policial. E para outros países só se muda a forma, mas o perigo é iminente! Qualquer dúvida sobre China pode mandar. Abração
  22. 1 point
    Oi Adriana! Obrigada por compartilhar essa planilha tao bem feita e detalhada! Eu ainda estou aprendendo sobre o processo de importaçao no Brasil e preciso ler um pouco mais para saber preencher essa planilha. Vc tem alguma dica de leitura para que eu possa me familiarizar com o assunto? Obrigada! Ana
  23. 1 point
    Eu quero me expressar sobre a quantidade de informações de a Dra. Karina me "deu". Informação vale ouro! O despachante serve pra realizar os serviços gerados pela burocracia. Eu posso contratá-lo ou não, diante do tamanho da minha disposição de ir a bancos, filas, repartições, emitir documentos etc. Como quando eu vou transferir um carro, ou enterrar um morto etc. Se eu estivesse muito ocupado, muito cansado, ou com muito dinheiro pra gastar, eu contrataria de primeira. Agora, esconder os caminhos para tal num Estado democrático, de Direito, como se fosse uma serviço altamente técnico e exclusivo - não dá. Nesse país as pessoas tem que apreender a produzir e fazer a diferença! Salve a Despachantologia Simplificada!
  24. 1 point
    Perfeito comentário Maicon. Acrescento ainda que o estudo das leis aduaneiras vigentes são feitas diariamente pois todos os dias são publicadas novas normas relacionadas ao assunto. Sempre se aplica o velho exemplo: "Apertar parafusos para regular uma máquina é fácil, mas saber abertar um parafuso, aquele que é o correto e o seu ponto de equilibrio tem que ter um custo". Aliás R$ 1.000,00 é pouco não paga a manutenção mensal de uma empresa estruturada. Um abraço a todos! Moacir Ferreira da Silva Filho GREEN SERVIÇOS INTERNACIONAIS LTDA Importação e Exportação - Despachante Aduaneiro Import and Export Department - Custom Broker Home: www.greenservicos.com.br Blog: http://greenconsultores.blogspot.com Twitter: @moacirferreira
  25. 1 point
    O Importa Fácil só faz o desembaraço de mercadorias através de DSI (Declaração Simplificada de Importação) e utilizando o Regime de Tributação Simplificado (60% II + ICMS + R$ 150,00). Levando em conta que seus produtos continuariam a ser enviados pelos Correios: 1 - Você precisará contratar um despachante para fazer desembaraço da mercadoria nos Correios. Para isso sua empresa precisaria se cadastrar no Siscomex e tirar o Radar; 2 - Quando seu despachante for fazer a Declaração de Importação ou Declaração Simplificada de Importação basta ser escolhida a opção de Recolhimento Integral. Quanto você pagará somando todos os impostos? Utilize este simulador: http://www4.receita.fazenda.gov.br/simulador/
×