Ir para conteúdo
Siscomex - Comércio Exterior

JZG_Pedro

Membros
  • Total de itens

    3
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

Sobre JZG_Pedro

  • Rank
    Recém-chegado

Profile Information

  • Sexo
    Masculino
  • Estado
    Maranhão
  • Perfil
    Pessoa física regular
  1. JZG_Pedro

    Habilitaçao Radar sem o auxilio de um despachante

    Como faço para cadastrar conta corrente no radar / siscomex? Pessoa física, consumo próprio. Não existe essa informação em lugar algum, e os correios / Receita não querem liberar minha mercadoria (Já com LI deferida, produto controlado pelo Exército) sem que eu pague os impostos dessa forma (com conta cadastrada no siscomex).
  2. JZG_Pedro

    Importação de Produto Controlado pelo Exército

    Meu amigo, estou na EXATA mesma situação que você. Pedi ajuda e ninguém aqui respondeu também. Agora que achei seu tópico. No meu caso, estou trazendo armas de pressão, mas acaba sendo praticamente o mesmo tratamento de armas de fogo. Sou CAC e fiz tudo certinho também ( CII, pedido de desembaraço); só que o DFPC não cita ABSOLUTAMENTE NADA sobre essa novela toda de LI /Radar / Siscomex / RFB. A galera que importou antes certamente não fez nada disso, porque ninguém cita. Enfim, fiz minha habilitação nessa coisa toda, consigo entrar no programinha do Siscomex e solicitar LI / DSI etc, mas agora os correios dizem que fora a LI deferida (já está), eu preciso enviar também o pagamento de impostos. Preciso ter uma conta corrente cadastrada no Siscomex / Radar, mas não faço A MENOR ideia de como se faz isso; varri a internet procurando, pedi ajuda aqui, e nada. Em que pé você está?
  3. Prezados, Como faço para cadastrar uma conta bancária no SISCOMEX, para pagar tributos??? Essa é a requisição atual da RFB para mim, e NÃO FAÇO IDEIA de como fazê-lo! Não está escrito em lugar algum, e não vejo links no login / módulo do SISCOMEX, para solicitações (LI, DSI, etc). Estou há quase dois anos com processos de importação de airsoft (armas de pressão) junto ao Exército e a TERRÍVEL Receita Federal, que marginaliza o consumidor final, a pessoa física, a níveis quase criminosos. Estou há um passo de entrar com processo judicial. Isso aqui não tem direito de ser uma fábrica de dificuldades, cujos caminhos / facilidades permanecem irracionalmente obscuros, escondidos, não-ditos, para quem é consumidor final. Enfim, desculpem o desabafo, mas estou no limite. Agradeço qualquer ajuda. Att. Pedro
×