MARIO IBSOLUTIONS

Premium
  • Total de itens

    485
  • Registro em

  • Última visita

  • Days Won

    77

MARIO IBSOLUTIONS last won the day on July 5

MARIO IBSOLUTIONS had the most liked content!

Reputação

114 Excelente

5 Seguidores

Sobre MARIO IBSOLUTIONS

  • Rank
    Mestre do Fórum!

Contact Methods

  • Website URL
    http://www.ibsolutions.com.br
  • Skype
    mario.ibsolutions
  • Twitter
    twitter.com/ibs_comex

Profile Information

  • Sexo
    Masculino
  • Estado
    São Paulo
  • Cidade
    Marília
  • Perfil
    Outros prestadores de serviços
  • Empresa
    IBSolutions - Gestão e Consultoria de Importação e Exportação

Últimos Visitantes

1.220 visualizações
  1. Definitivamente MEI pode se habilitar no Radar. A modalidade EXPRESSA foi criada justamente para poder abraçar essas empresas. O que acontece é que, dependendo da Receita Federal, poderá ser julgado que a empresa (sendo MEI ou não), não tem capacidade financeira para operarar no comércio internacional. Nesse caso, o julgamento será feito baseado principalmente na movimentação de impostos, capital social do contrato social e de liquidez da empresa que é refletida nos registros contábeis. Sobre a importação do vinho, a melhor opção é trazer como bagagem acompanhada. A legislação permite trazer 12 litros sem ter taxação. Atenciosamente, IBSolutions – Gestão e Consultoria em Importação e Exportação
  2. A quantidade de 100 peças é caracterizada como revenda. Até mesmo se fossem 3 ou 5 unidades, a Receita poderia interpretar desse jeito. Note que em remessas expresas como DHL, a importação de pessoa jurídica é permitida somente como amostra e não revenda. Sendo descaracterizada, você precisará de Radar para a liberação. Para MEI, a receita acabou criando a modalidade Expressa que é a importação limite de US$ 50 mil no prazo de 6 meses. No seu caso, você tem que fazer conta e ver se compensa liberar uma remessa de US$ 193,00. Os custos aqui o Brasil com despachante, armazenagem e outras taxas com certeza ficarão maior que isso. Não se culpe pelo acontecido. Tenha isso como um aprendizado e para as próximas importações, caso realmente se tornem frequentes, tire o seu Radar, faça uma análise detalhada dos custos de importação e visualize a quantidade ideal para a importação, ou seja, aquele que te proporcione um custo benefício interessante. Você vai precisar de um prestador de serviço ou profissional da área. Negocie bem os valores e coloque na mesa o potencial do seu projeto de importação. Atenciosamente, IBSolutions – Gestão e Consultoria em Importação e Exportação
  3. máquinas pesadas

    Mauro, seguem comentários. eu utilizarei o CIF ou FOB nesse caso? Comentário: A melhor opção seria FOB. Nesse caso você contrata o frete internacional e seguro aqui pelo Brasil e terá controle onde essas mercadorias chegarão. O segredo está em negociar a tabela de armazenagem que normalmente está vinculada com a operação do agente de carga (empresa que vende o frete internacional). o que eu preciso para receber as mercadorias no porto de santos? posso ir pessoalmente? Comentário: a primeira coisa é ter a habilitação para a importação, o Radar. Mesmo não sendo para revenda, você vai precisar. Eventualmente você pode buscar a mercadoria no porto, mas a pergunta é se compensa. Provavelmente você ficará um dia todo para poder carregar sua mercadoria. É necessário agendar também a coleta. Essa operação poderá ser organizada pelo despachante aduaneiro. pelo fato de ser encomenda muito pesada eu necessito de algum documento especifico? Comentário: o peso não vai interferir na documentação. Normalmente você precisa de invoice e packing list emitidos pelo exportador e conhecimento de transporte emitido pelo agente de carga. Há outros documentos específicos dependendo do tipo de produto e embalagem (madeira). Atenciosamente, IBSolutions – Gestão e Consultoria em Importação e Exportação
  4. Alexandre, qual é o valor das mercadorias (EXW ou FOB)? Note que esse percentual de 300% é realmente alto, mas dependendo do valor FOB, os custos fixos que são aqueles que não variam com o valor embarcado, impactarão diretamente o custo total da importação. Nossa sugestão é que faça a simulação de custo de vários cenários para que chegue ao lote econômico que é a quantidade embarcada que te dará o melhor custo e benefício (note que não necessariamente o menor custo, o que pode comprometer o caixa da empresa). Fique à vontade caso queira compartilhar os custos que você tem estimado para esse embarque. Fazemos essa análise e indicamos o lote econômico para você. Atenciosamente, IBSolutions – Gestão e Consultoria em Importação e Exportação
  5. Guilherme, muito provavelmente a bagagem de mão será tratada como protótipo. Nesse caso a maior demora pode estar entre a recepção das mercadorias pelo fiscal no aeroporto e a disponibilização para a liberação pelo despachante aduaneiro. Acompanhamos um caso desses recentemente e o prazo médio para o produto se tornar disponível para a liberação foi de 90 dias. Outra questão é que contabilmente você não poderia fazer a revenda desses produtos. Entendo sua frustração com os valores altos, mas a solução para o seu caso é fazer um planejamento logístico, levando em conta o lote econômico e custos fixos. Atenciosamente, IBSolutions – Gestão e Consultoria em Importação e Exportação
  6. Claudinei, em um primeiro momento, o custo de sua importação formal poderá ficar maior que o feito anteriormente pelos Correios. Isso de deve principalmente ao fato de passar a existir custos fixos na importação. Esses são valores que não variam com a mudança do valor embarcado. Nossa sugestão nesse caso é negociar com prestadores de serviço que sejam flexíveis nos valores. Isso quer dizer que uma boa negociação para ambos os lados poderia estar vinculado ao valor FOB embarcado. Quanto menor o valor embarcado, menor será o valor cobrado pelo prestador de serviço. Observação: pensando do lado do prestador de serviço, um embarque aéreo pequeno pode dar mais trabalho que um marítimo full container. E as responsabilidades serão iguais para todos os embarques. Encontro na internet material suficiente paa me aprofundar e conseguir fazer tudo sozinho? ou precisarei sempre contratar alguma empresa para fazer o processo para minha Empresa? Comentário: eventualmente você poderia fazer o processo, desde que tenha acesso a todos os módulos do Siscomex, mas como há muitas particularidades e detalhes, qualquer erro poderá acarretar em multas, ou seja, o barato pode sair caro. A segunda dúvida é em relação ao importa facil. As vezes tenho a necessidade de importar apenas 1 equipamento para que meus clientes testem e no caso de atender, eles compram uma quantidade maior para que eu possa importar. Nesse caso agora que tenho o Radar eu fico impedido de utilizar o Importa Facil? ou posso utiliza-lo se precisar? ou a habilitação do Radar me impede de utiliza-lo e tudo tem que ser via Radar? Comentário: você pode usar o Importa Fácil, mas não vai movimentar o seu Radar. Não há conflito nesse ponto. Atenciosamente, IBSolutions – Gestão e Consultoria em Importação e Exportação
  7. Prezado, Mario

    Estamos começando a importar produtos agora, inicialmente pelo Importa Fácil para entender bem o processo. Tenho duas questões: Loja que expões seu produtos em sítios como amazon.com, fornecem invoice para PJ para que a importação possa ser feita?

    E a outra: em caso de importação formal, para fazer o desembaraço é necessário comparecer ao RJ, SP ou PR? É feito atraves do siscomex ou depende do canal que cair? (É só uma dúvida mesmo, pretendemos contratar alguma assessoria).

    Grato pela atenção.

     

  8. Como pessoa física você pode trazer produtos para uso próprio no valor de até US$ 3 mil por remessa (valor do produto+frete internacional+seguro internacional). Uma unidade normalmente caracteriza uso próprio, mas sempre há o risco da Receita Federal parar. O seu fornecedor está se baseando provavelmente em dificuldades que já teve no passado, tendo que inclusive arcar com custos de reenvio. Você pode eventualmente se comprometer com custos extras que possam ocorrer, caso a mercadoria retorne para a China, mas nesse momento da compra é difícil cravar se a remessa será liberada ou não pela Receita Federal. Atenciosamente, Mário Lopes IBSolutions - Gestão e Consultoria de Importação e Exportação
  9. Nilson, não há tributação de nenhum imposto na importação de software. O imposto é cobrado somente do hardware. Uma questão importante a ser levantada é sobre o Siscoserv que é uma obrigação acessória. Se houve a aquisição do software no exterior por empresa brasileira, é necessário registrar a operação no Siscoserv. Atenciosamente, Mário Lopes IBSolutions - Gestão e Consultoria de Importação e Exportação
  10. Pessoal, se o produto tiver LI e os valores não estiverem compatíveis com o que a Receita entende ser prática de mercado, o processo não seguirá. A comprovação do valor (na realidade até mesmo do custo do produto) é feita nesse momento. Diferente de um produto que não tem LI, mas que pode passar pelo mesmo processo de questionamento de valores por parte da Receita no momento do desembaraço aduaneiro (DI). É possível fazer um estudo detalhado de valores praticados pelo mercado e direcionar as LIs para o aceite dos órgãos anuentes. Isso de forma legal e com dados do próprio governo. É como o colega Macion comentou, sempre é importante fazer uma análise prévia. Atenciosamente, Mário Lopes IBSolutions - Gestão e Consultoria de Importação e Exportação
  11. Eireli pode tirar Radar sim. A questão é provavelmente terá o Radar Expresso que dá a possibilidade de importação de até US$ 50 mil (CIF - Mercadoria+ frete + seguro) no período de 6 meses. Se o valor não for suficiente, o importador deverá entrar com o pedido de aumento do saldo do Radar. Normalmente a Receita levará em consideração: 1) Capital social - necessidade de aumento; 2) Impostos recolhidos no mercado interno (venda); 3) Ativo Circulante (caixa, banco e a receber). Atenciosamente, Mário Lopes IBSolutions - Gestão e Consultoria de Importação e Exportação
  12. Note que o RTU é uma operação bem específica. Abaixo segue a condição para que a empresa seja optante pelo RTU. A tributação e logística são totalmente diferentes de uma importação formal. O Regime de Tributação Unificada (RTU) é o regime instituído pela Lei nº 11.898, de 8/1/2009 , que permite a importação, por microempresa importadora varejista habilitada, de determinadas mercadorias procedentes do Paraguai, por via terrestre, na fronteira Ciudad Del Este/ Foz do Iguaçu, mediante o pagamento unificado dos impostos e contribuições federais devidos, com despacho aduaneiro simplificado. A sugestão do primeiro pedido de Radar é simplificar. Posteriormente com o Radar ativo você pode pedir aumento do saldo e até mesmo a adesão ao RTU. Atenciosamente, Mário Lopes IBSolutions - Gestão e Consultoria de Importação e Exportação
  13. Eder, o custo de importação pode ir de 80% a mais de 130%. Tudo vai depender do valor FOB embarcado, do peso e volume, além do modal e local de desembaraço. É importante você fazer cenários de custo de importação antes de tomar a decisão de importar. Atente-se também aos pontos abaixo. * Detalhamento da Classificação Fiscal e dos impostos incidentes na importação; * Indicação de crédito dos impostos na importação; * Indicação do tratamento administrativo na importação (necessidade de registro e cadastro de produtos/importador, Licença de Importação entre outros); * Análise das estatísticas de importação da classificação fiscal indicando: origem dos produtos importados, localização dos importadores e logística de importação; * Simulação de cenários de custos de importação (indicação de custos fiscais, logísticos e totais); * Análise do custo final de importação; * Estudo da legislação vigente sobre importação do produto em questão; Atenciosamente, Mário Lopes IBSolutions - Gestão e Consultoria de Importação e Exportação
  14. Não há nenhum impeditivo para que Eireli possa importar. Na realidade você deve se atentar a alguns pontos como: 1) a empresa não pode estar em local domiciliar; 2) O valor do capital social pode ser questionado pelo fiscal da Receita; 3) Você precisa ser optante do DTE - Domicílio Tributário Eletrônico. Atenciosamente, Mário Lopes IBSolutions - Gestão e Consultoria de Importação e Exportação
  15. Abaixo segue o registro do valor mínimo de produtos importador no mês de julho de 2017, com origem China e Coreia do Norte. O preço mínimo, no entanto, depende do produto e da origem. 6006.34.20- Outros tecidos de malha de fibras sintéticas, estampados – de poliéster Origem: China Descrição: Tecido em malha de trama circular, contendo em peso 100% de filamentos sinteticos continuos de poliester, ligamento nao aplicavel, estampado, fios com titulo aproximado de 83 dtex, gramatura media de 128g./m2, largura de 1,50m. Valor FOB/metro linear : US$ 1,50 6006.34.20- Outros tecidos de malha de fibras sintéticas, estampados – de poliéster Descrição: Tecido em malha de trama circular contendo em peso 96% de fibras sintéticas de poliéster e 4% de filamentos sintéticos de elastano, estampado, ligamento não aplicável, com titulagens de 140 dtex, gramatura de 186 g/m² e la Valor FOB/kg: US$ 5,05