Jump to content
Siscomex - Comércio Exterior
- Diego -

Habilitaçao Radar sem o auxilio de um despachante

Recommended Posts

Consta sim. A nossa oficina/loja é no número 21, lojas 02 e 03. No IPTU vem apenas número 13 (outra entrada na rua).

A única coisa que eu vou ter é o mesmo nome da empresa que aluga os imóveis e a proximidade óbvia, que remete a um mesmo imóvel.

Vou ver com a imobiliária se dá pra colocar no contrato o mesmo número da rua, conforme o IPTU.

Conversei hoje com um despachante, com boa experiência em Radar.

Ele me tirou o medo, dizendo que eu posso escrever uma justificativa - que se eles acharem por bem, mandam até alguém conferir etc. (achei meio gosado a RF mandar alguém conferir...)

O fato é que eu não vou ter outra opção. Não dá, agora nesta altura do campeonato, eu tentar mudar de endereço, com toda a nossa estrutura, nesta "mina de ouro" que é o mercado de imóveis em BH.

Assim que os documentos estejam disponíveis eu vou até a RF requerer o Radar.

Vamos ver no que dá.

Muito obrigado pela sua ajuda!

Abs.

Francisco

small-logo.png

Share this post


Link to post
Share on other sites

TENHO UMA PERGUNTA !!!

MINHA INTENÇÃO DE NEGÓCIOS É VENDA ELETRÔNICA E NÃO COM PORTAS ABERTAS, TRABALHANDO SÓ PELO SITE !!!

A EMPRESA ESTÁ ENDEREÇADA NA MINHA CASA ( POIS EXIGIRAM UM ENDEREÇO ).

TODA A FAMILIA MORA NUM ESPAÇO GRANDE, MAS COM O IPTU DESMEMBRADO POR LOTES SÓ QUE NO NOME DE UMA SÓ PESSOA, JÁ FALECIDA, ESTAMOS TRABALHANDO PARA REGULARIZAR ISSO, MAS VAI DEMORAR, A PERGUNTA É :

COMO CONSIGO O RADAR PARA UMA LOJA VIRTUAL ?

ESPERO QUE TENHAM ENTENDIDO MINHA DIFICULDADE E POSSAM ME AJUDAR !!!

Share this post


Link to post
Share on other sites

xacra, não sei informar se a RF libera o Radar para endereços residenciais. A maioria dos despachantes com quem conversei disseram que não era possível, mas obviamente não custa nada tentar. Se sua empresa for MEI, vai ficar mais complicado também.

Edited by Karina_Azevedo

Share this post


Link to post
Share on other sites

VALEU KARINA !!!

E VOCÊ OU ALGUÉM CONHECE ALGUMA OUTRA FORMA DE TRABALHAR COM DHL SENDO MEI ?

OU ALGUM OUTRO TRANSPORTE QUE NÃO SEJÁ O IMPORTAFÁCIL MAS SEM TER RADAR ?

Share this post


Link to post
Share on other sites

xacra, não sei informar se a RF libera o Radar para endereços residenciais. A maioria dos despachantes com quem conversei disseram que não era possível, mas obviamente não custa nada tentar. Se sua empresa for MEI, vai ficar mais complicado também.

 

 

Olá Karina, Tudo Bem?

 

Não resta dúvida que esse tópico do forúm e muito importante, e ajudará muita gente. Inclusive eu. :)

Gostaria de saber o porque da possibilidade de dificuldade para tirar o radar para MEI? Poderia me explicar?

 

Muito obrigado.

Share this post


Link to post
Share on other sites

leofaculdade não conheço nenhuma MEI que tenha conseguido o Radar (todos tiveram os pedidos indeferidos), mas há um colega aqui do fórum que afirma ter conseguido.

 

Entre as justificativas estavam falta de previsão legal para este tipo de empresa e insuficiência financeira devido aos limites anuais de faturamento.

 

Os despachantes que seriam "espetas em tirar Radar" bem que poderiam se manifestar acerca do tema.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Que me desculpem os moderadores e todos os amigos do Forum, mas o tópico é "Habilitaçao Radar sem o auxilio de um despachante", respondo por mim não pelos colegas que se arrebentam nessa difamada profissão e pergunto:

 

Como o despachante aduaneiro, rotulado em tom pejorativo como "espetas em tirar Radar", e excluido do tópico como subentendido em seu titulo, haveria de se manifestar acerca do tema?

 

Se houvesse tato ao tratar do assunto talvez os "espetas em tirar Radar" que já habilitaram MEI se manifestassem.

 

Me desculpem, mais uma vez! Mas cada um tem o seu valor, podem falar que é fácil fazer sem ofender quem sabe fazer e se acham que o valor é alto negocie!

 

Um abraço do Moacir

Share this post


Link to post
Share on other sites

Falou o "espeta" cuja primeira mensagem neste tópico foi: "Aliás R$ 1.000,00 (para tirar o Radar) é pouco não paga a manutenção mensal de uma empresa estruturada.". Não sabia que se cobrava por um serviço de acordo com as despesas do escritório. Também sou advogada e cobro de acordo com a dificuldade/importância da causa e não de acordo com o preço que pago para manter meu escritório. Demonstrei por A+B que tirar o Radar, se sua empresa estiver toda ok, é a coisa mais tola do mundo. Parece que se enfurecem por eu mostrar que estão cobrando valores irreais por um serviço tão básico.

 

Não é à toa que boa parte dos despachantes que frequentam este fórum só vem aqui para postar mensagens do tipo: "posso te ajudar. Entre em contato comigo pelo e-mail ou MP".

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

Na internet todo mundo é muita coisa!

Fiquei honrado de conhecer essa grande advogada!

Se interpreta as leis e se apresenta na corte diante de Juiz, só posso ter pena de seus clientes.

Obrigado pelos comentários, boa noite!

Estou saindo do Forum obrigado a todos que me trataram com respeito.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Na internet todo mundo é muita coisa!

Fiquei honrado de conhecer essa grande advogada!

Se interpreta as leis e se apresenta na corte diante de Juiz, só posso ter pena de seus clientes.

Obrigado pelos comentários, boa noite!

Estou saindo do Forum obrigado a todos que me trataram com respeito.

Adeus grande contínuo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acredito que o forúm e um canal de conhecimento e informação. Não sou despachante, mas acredito quanto mais empresas possuirem radar melhor para os despachantes, pois terão mais serviços. Acredito que aqui poderá nascer novas oportunidades de negócios para esses profissionais.

Agradeço a Karina pela atenção junto a legislação a respeito da radar, pois sobre legislação qualquer advogada está apta para interpretação e a sua ajuda tem grande valia.

Hoje fui a um posto da receita federal em brasília na cidade de taguatinga, mas não tinha ninguém apto a informar a respeito dro radar, me encaminharam para receita federal do aeroporto, irei na segunda, e posto alguma novidade.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olá Karina,

 

Muito legal o relato de sua experiência.

 

Tenho uma pequena empresa (LTDA-ME) que irá completar 2 anos. Faço pequenas importações pelos correios com volumes de até 3.000 dólares. O grande problema é a demora para receber os produtos, você nunca sabe quando irá receber e atrasa muito, quando não é perdido.

 

Resolvi contactar o serviço de despacho da DHL porque o prazo de entrega é bem rápido, digo isso porque fiz um teste e aprovei o serviço deles. Mas aí surgiu o primeiro problema. Como eu fiz uma importação apenas de um produto (um item) foi tudo tranquilo. Então resolvi importar mais. Quando eu estava fechando a negociação com o importador de 1000 peças - e faltava pouco para fechar o negócio - ele me preveniu quanto a modalidade de importação e que eu deveria verificar se a minha empresa tinha ou não licença para importar.

 

Pensei que não era necessário porque através dos correios é permitido importar sem a referida licença.

 

No dia seguinte fui verificar com o pessoal da DHL e eles falaram que para quantidade acima de 3 a 5 peças a Receita Federal deverá caracterizar com IMPORTAÇÃO FORMAL, nesse caso é estritamente necessário ter o RADAR, caso contrário a encomenda ficaria retida até que se obtenha a licença de importação.

 

Pedi mais informações a DHL e o setor responsável me enviou uma lista de documentos que eu deveria providenciar. Me cobraram taxa R$ 650,00 reais para obter a habilitação. Detalhe, se por algum motivo, falta de documento, documentação errada, etc, e fosse pedir novamente a licença, pagaria mais R$ 610,00.

 

Mas você alertou dizendo que fez por conta própria. Não sabia que poderia fazer, pensei que essa função fosse apenas dos despachantes. Como não estou com muita pressa, eu mesmo vou tentar fazer, não apenas pela economia, mas principalmente para ter a chance de aprender e descobrir algo novo para poder compartilhar com todos.

 

No entanto, acredito que é necessário o serviço do despachante para a liberação da mercadoria quando ocorrer a importação porque eles são cadastrados na Receita Federal, além do que são rápidos no despacho, afinal, é o trabalho deles e cobram exatamente por cada despacho realizado.

 

Bem, vou começar a minha via crúcis e comentar aqui os problemas e soluções.

 

Abraço a todos e muito sucesso.

Edited by BgTTelRJ
  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu quero me expressar sobre a quantidade de informações de a Dra. Karina me "deu".

Informação vale ouro!

O despachante serve pra realizar os serviços gerados pela burocracia. Eu posso contratá-lo ou não, diante do tamanho da minha disposição de ir a bancos, filas, repartições, emitir documentos etc. Como quando eu vou transferir um carro, ou enterrar um morto etc.

Se eu estivesse muito ocupado, muito cansado, ou com muito dinheiro pra gastar, eu contrataria de primeira.

Agora, esconder os caminhos para tal num Estado democrático, de Direito, como se fosse uma serviço altamente técnico e exclusivo - não dá.

Nesse país as pessoas tem que apreender a produzir e fazer a diferença!

Salve a Despachantologia Simplificada!

 

small-logo.png

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

Para o pessoal que ta com duvida se é possivel tirar radar em endereço residencial, a resposta é sim.

 

Eu tenho uma ME em uma residencia e consegui tirar o radar sem problemas. Unica coisa que o fiscal pediu foi pra tirar fotos do local (um dos comodos que serve como escritorio) e da fachada.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olá pessoal, sou PJ-ME, de alguns meses p/ cá venho estudando a possibilidade de entrar no ramo da importação, sou muito leigo na coisa, mas estou determinado a me interar de todas as burocracias p/ iniciar nesse ramo, são muitas dúvidas, mas respeitando o assunto do tópico, deixo aqui algumas delas:

 

1-Quais os reais beneficios de se ter um radar ?

 

2-Mesmo importando abaixo de $3,000, por algum motivo eu deveria te-lo ?

 

3-Depois de emitido a habilitação, pago por alguma outra taxa mensal ou alguma outra taxa por ter ou usar o radar ?

 

4-Eu sendo PJ e estando com o nome sujo implicaria para emissão do radar ?

 

 

Grato a todos !!!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Para o pessoal que ta com duvida se é possivel tirar radar em endereço residencial, a resposta é sim.

 

Eu tenho uma ME em uma residencia e consegui tirar o radar sem problemas. Unica coisa que o fiscal pediu foi pra tirar fotos do local (um dos comodos que serve como escritorio) e da fachada.

É casa ou apartamento. Já soube que é comum ocorrer problema quando trata-se de apartamento.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olá pessoal, sou PJ-ME, de alguns meses p/ cá venho estudando a possibilidade de entrar no ramo da importação, sou muito leigo na coisa, mas estou determinado a me interar de todas as burocracias p/ iniciar nesse ramo, são muitas dúvidas, mas respeitando o assunto do tópico, deixo aqui algumas delas:

 

1-Quais os reais beneficios de se ter um radar ?

 

2-Mesmo importando abaixo de $3,000, por algum motivo eu deveria te-lo ?

 

3-Depois de emitido a habilitação, pago por alguma outra taxa mensal ou alguma outra taxa por ter ou usar o radar ?

 

4-Eu sendo PJ e estando com o nome sujo implicaria para emissão do radar ?

 

 

Grato a todos !!!

 

 

1-Quais os reais beneficios de se ter um radar ?

Não é um benefício. É necessidade. Se bem que há um benefício sim. Importando pelos Correios abaixo de U$ 3000,00 você pagaria pelo RTS (Regime de Tributação Simplificado). No final os impostos/taxa são de mais ou menos 105% do valor pago pelo produto. Tendo o Radar podes importar pagando pelo Regime Normal, onde o valor do imposto depende do tipo de produto. Normalmente fica em torno de 30% mais barato importar pelo Regime Normal.

 

2-Mesmo importando abaixo de $3,000, por algum motivo eu deveria te-lo ?

O ideal era ter sim, pois se houver necessidade de alguma Licença de Importação, é necessário ter o Radar para tirar esta licença.

 

3-Depois de emitido a habilitação, pago por alguma outra taxa mensal ou alguma outra taxa por ter ou usar o radar ?

Nada. Zero.

 

4-Eu sendo PJ e estando com o nome sujo implicaria para emissão do radar ?

Dependendo das restrições no CPF ou CNPJ do empresário é difícil (às vezes impossível) conseguir o Radar sem sanar a pendência antes.

Share this post


Link to post
Share on other sites

É casa ou apartamento. Já soube que é comum ocorrer problema quando trata-se de apartamento.

 

 

É casa.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olá pessoal,

 

Minha humilde contribuição ao fórum.

 

De fato, até onde sei não tem como escapar do Regime Simplificado de Tributação se você não tiver o Radar.

 

Assim, sem o Radar você pode importar como PJ e revender, ao limite de USD 3.000,00 por compra, mas sem qualquer limite mensal de compras. Porém, pagará sempre 60% de II (imposto de importação).

 

A contribuição vai na simulação do site da receita:

 

Compra de câmeras fotográficas no total de USD 1489,99 CIF (custo do produto, seguro e frete - esta soma que é usada como base para cálculo)

 

Câmbio USD a 1,8316 = R$ 2.728,88 (V)

 

Importação sem RADAR - Fato real, não é previsão:

 

1- despachantes não pegam sem radar por menos que os Correios, então usa-se IMPORTA FACIL, que cobra R$ 150,00, se alguém souber de despachante por menos, que se acuse.

 

a) I.I. 60% = R$ 1.637,33

T_ Total: R$ 4.366,21

B) ICMS para RGS 17% (sobre T): R$ 894,28

c) Desembaraço do ImportaFacil: R$ 150,00

 

A pagar para liberação (a+b+c): R$ 2.681,61

Total para aquisição dos bens: R$ 5.410,49

 

Importação totalmente legal e passível de revenda (se adquirido como PJ).

 

Usando o radar (esta sim é simulação, se algo estiver errado corrijam):

 

a) I.I. 18% (N.C.M. 90065929): R$ 491,20

T) Total: R$ 3.220,08

B) IPI 15% (sobre T): R$ 483,01

c) PIS 1,65% = R$ 49,73 (nos meus calculos daria 63,42 pela fórmula da receita - abaixo)

d) COFINS 7,6% = R$ 229,06

 

Para calcular este PIS é impossível pela fórmula que a receita passa. Alguma das variáveis deve estar errada, onde colocam ALIQUOTA ICMS deve ser o valor do ICMS ou algo assim, em uma parte e noutra não. Mas se quiserem tentar, a fórmula é (se alguém conseguir, poste!!!):

 

Imposto PIS = Alíquota PIS * Valor Aduaneiro Convertido * [ (1 + (Alíquota ICMS * (Alíquota II + (Alíquota IPI * (1 + Alíquota II ))))) / ((1 - Alíquota PIS - Alíquota COFINS) * (1 - Alíquota ICMS))]

 

Cheguei a o resultado errado usando:

 

 

PIS = 1.65 / 100

VAC = 2728.88

ICMS = 17 /100

II = 18 /100

IPI = 15 /100

COFINS = 7.6 /100

 

resultado = PIS * VAC * ( (1 + (ICMS * (II + ( IPI * (1 + II ))))) / ((1 - PIS - COFINS) * (1 - ICMS)))

Isto dá 63,42, e a receita diz que é 49,73

.

A COFINS mesmo galho (dá 292,05 nos cálculos mas receita diz que é 229,06):

 

Imposto COFINS = Alíquota COFINS * Valor Aduaneiro Convertido * [ (1 + (Alíquota ICMS * (Alíquota II + (Alíquota IPI * (1 + Alíquota II))))) / ((1 - Alíquota PIS - Alíquota COFINS) * (1 - Alíquota ICMS))]

 

Total de impostos: R$ 1253,00

Produto + impostos = 3.981,88

 

Aparentemente aproximadamente 74% do valor pago no ImportaFacil, mas aí vem o valor para o despachante aduaneiro:

 

Despachante aduaneiro para qualquer coisinha: R$ 350,00

Sindicado dos Despachantes: R$ 369,34

Total R$ 719,34

 

Se houver inspeção de embalagem: + R$ 125,00

Se tiver que emitir L.S.I.: R$ 100,00

 

Se não tiver inspeção e nem LSI, total a pagar para ter a compra em mãos: R$ 4.701,22

 

Você paga apenas 13% a menos que uma importação sem Radar.

 

Por isto, é interessante ou achar despachante mais barato, ou importar somente bem acima de USD 1400,00.

 

Alguém tem algo a corrigir este post? Ou está tudo certo?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tem outra opção, Softclick. A pessoa estudar, praticar, e fazer ela mesma o desembaraço das mercadorias. Eu ainda estou usando despachante (média de U$ 2.600,00) cada importação, mas espero que em 2013 já consiga fazer todos os procedimentos. Hoje gasto em média R$ 1.800,00 com despachantes todo mês.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pelo que li dos despachantes, mesmo com o conhecimento você terá que ter tempo e disponibilidade para ir nos locais e lá ficar. Treinar alguém da própria empresa para fazer isto poderia ser uma alternativa, mas acho que no fim os custos se equivaleriam, sendo mais interessante deixar sempre com os despachantes mesmo :-(

Share this post


Link to post
Share on other sites

Softclick, maior parte de minha importações é feita via Correios. Neste tipo de importação, mesmo em caso de canal vermelho, pode-se resolver tudo a partir de sua cidade.

 

Estimo gastar em torno de R$ 2.800,00 me preparando. Se tudo der certo tiro este investimento em pouquíssimo tempo.

 

Sou estudiosa e principalmente curiosa. Ninguém perde tempo nem dinheiro estudando. Preparação sempre será investimento.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bem, não concordo com você quanto a não perder tempo estudando, acho que enquanto estudo como despachante ou faço a liberação de mercadorias posso estar estudando outras linhas de produtos e pesquisando outros fornecedores, que em uma só jogada poderia pagar despachante por muitos anos. Tenho algumas experiências em tentar abraçar o mundo sozinho e posso te dizer que mesmo com sucesso, não vale a pena, empaca.

 

Os R$ 700,00 por despacho que hoje representam um percentual muito alto para minhas compras espero estudar para aumentar meu negócio e tornar algo praticamente insignificante. Acho que se você já está fazendo importações acima de USD 2.000,00 cada, já deve estar com muitas coisas a serem resolvidas, quanto a distribuição, pessoal, representantes, concorrentes, coisas que podem fazer mais diferença que você mesmo efetuar o desembaraço. Se sobra tempo, talvez seja hora de passar para USD 4.000,00 e não pensar em abraçar a parte de desembaraço.

 

Também tenho ciência de que inúmeras páginas são publicadas no Diário Oficial diariamente sobre alterações, portarias, leis, etc, que modificam os trâmites de desembaraço em áreas específicas, ou seja, exige atualização diariamente. Uma multa pode não vir só na carga, pode se acumular por procedimentos incorretos por muito tempo. Recentemente vi algumas empresas se darem muito mal por uma arbitrariedade na classificação de produtos, as que estavam fazendo por conta, responderam sozinhas e colocaram seus negócios em risco.

 

Absolutamente nada pessoal, estamos apenas falando de opiniões.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×