Ir para conteúdo
Siscomex - Comércio Exterior
Entre para seguir isso  
Armando Harada

Arquivamento documentos exportação

Recommended Posts

Sobre o arquivamento dos documentos de exportação, é comum ainda empresas arquivarem todos os docs fisicamente (papel) relacionados a cada processo de exportação. Minha dúvida é em relação a obrigatoriedade em quais docs devem ser mantidos fisicamente e quais os demais podemos manter somente em arquivo digital para impressão quando solicitado por qualquer orgão.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Armando, boa tarde!

 

O que normalmente fazemos para os embarques de nossos clientes é escanear todos os documentos originais para mantê-los disponíveis no computador. Já tivemos solicitação de documentos pela Receita e bancos para fins de comprovação de fechamento de câmbio e nunca tivemos dificuldade na apresentação dos documentos escaneados.

 

Por outro lado, o próprio contador normalmente disponibiliza espaço para que seus clientes mantenham os documentos impressos de exportação e importação arquivados.

 

A própria Receita Federal tem migrado para o recebimento de documentos somente por meio digital, o que economiza tempo e dinheiro.

 

Atenciosamente,

 

Mário Lopes

IBSolutions - Gestão e Consultoria de Importação e Exportação

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Armando, em complemento à resposta acima, note artigo do Regulamento Aduaneiro.

 

Art. 18. O importador, o exportador ou o adquirente de mercadoria importada por sua conta e ordem têm a obrigação de manter, em boa guarda e ordem, os documentos relativos às transações que realizarem, pelo prazo decadencial estabelecido na legislação tributária a que estão submetidos, e de apresentá-los à fiscalização aduaneira quando exigidos (Lei nº 10.833, de 2003, art. 70, caput):

 

§ 1o Os documentos de que trata o caput compreendem os documentos de instrução das declarações aduaneiras, a correspondência comercial, incluídos os documentos de negociação e cotação de preços, os instrumentos de contrato comercial, financeiro e cambial, de transporte e seguro das mercadorias, os registros contábeis e os correspondentes documentos fiscais, bem como outros que a Secretaria da Receita Federal do Brasil venha a exigir em ato normativo (Lei no 10.833, de 2003, art. 70, § 1o).

 

Art. 19. As pessoas físicas ou jurídicas exibirão aos Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil, sempre que exigidos, as mercadorias, livros das escritas fiscal e geral, documentos mantidos em arquivos magnéticos ou assemelhados, e todos os documentos, em uso ou já arquivados, que forem julgados necessários à fiscalização, e lhes franquearão os seus estabelecimentos, depósitos e dependências, bem assim veículos, cofres e outros móveis, a qualquer hora do dia, ou da noite, se à noite os estabelecimentos estiverem funcionando (Lei no 4.502, de 30 de novembro de 1964, art. 94 e parágrafo único; e Lei no 9.430, de 27 de dezembro de 1996, art. 34).

 

Atenciosamente,

Mário Lopes

IBSolutions - Gestão e Consultoria de Importação e Exportação

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Aproveitando o assunto,

Considerando uma operação de importação por Conta e Ordem, de quem é a obrigação da guarda/arquivamento de documentos originais pertencentes ao embarque, como: Fatura Comercial, Romaneio de Carga, Conhecimento de Embarque, etc. Do IMPORTADOR ou ADQUIRENTE? Ou é de ambos?

Obrigado

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
Entre para seguir isso  

×