Ir para conteúdo
Siscomex - Comércio Exterior
Entre para seguir isso  
Agustín

peças para bike

Recommended Posts

Boa tarde, estou mudando a atividade da empresa para importar peças de bicicletas da Argentina, no contrato social estou com um capital mínimo de 5.000 reais da atividade anterior, vou começar com uma importação mínima também para testar o mercado, minha pergunta é, sera que com esse capital no contrato poderia ser indeferida uma importação a través do "Radar Habilitação Limitada"? ou deveria pedir a habilitação expressa para não ter problemas?

 

obrigado

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Meu amigo, eu enfrento um problema similar, mas  minhas pretendidas importações são para uso próprio.

Tenciono importar grupos de bicicletas de estrada do tipo para freios hidráulicos a disco, rodas para freios a disco com THROUGH AXLES = EIXOS PASSANTES. SHIMANO, SRAM e Campagnolo lançaram grupos assim. A SRAM enfrenta uma alta rejeição abissal porque seus freios hidráulicos a disco usam óleo DOT(Department Of Transportation of USA), que é altamente propenso a formação de bolhas, no que já fui vítima disso. Diz-se que freios com óleo DOT tem "problema de junta"(Junta tudo e joga fora!). Ou a manete fica "fofa" porque uma bolha se encolhe no meio do sistema, ou as pastilhas colabam(Fecham-se ou Grudam-se) nos rotores(discos) e você tem de fazer uma sangria no meio do caminho. A SHIMANO usa óleo mineral. Não sei quanto ao tipo de óleo que a Campagnolo usa, se é MINERAL(Não forma bolhas, pode-se até usar o da CITROËN.) ou se é DOT. Da Campagnolo e da SRAM só vi por fotos. Eu fui pessoalmente buscar uma SCOTT SOLACE DISC 2015 em Lisboa em NOVEMBRO/2015, porque em Fortaleza a BARCELO'S queria que eu pagasse e esperasse de 3 a 5 meses e eu já tinha o dinheiro para pagar em euros, capitulei da compra aqui no Brasil e comprei em solo europeu. Não saiu mais barato que valesse a pena, mas recebi no ato da compra, provavelmente saiu até mais caro, pois paguei ALIQUOTA DE IMPORTAÇÃO de 50%, no entanto até hoje é uma novidade, pois há cerca de apenas uma dezena em Fortaleza, de todas as marcas e modelos de bicicletas de estrada equipadas com freios a disco hidráulicos. É o futuro. O Freio de esporas virou coisa de saudosista, e não importa se a bicicleta é em fibra de carbono e tem sistema de câmbio eletrônico, sem freios hidráulicos a disco os freios de aro dão uma resposta pífia na frenagem e na chuva é risco de acidente grave, pois os freios de aro simplesmente não funcionam, é como se passasse óleo nos aros e sistema de freios. Se eu fosse presidente solicitava uma avaliação da ABNT comparando os freios hidráulicos(ou mesmo mecânicos, se o bolso não permite …) a disco e os freios de aro e beneficiaria com uma taxação bem menor os freios hidráulicos e mecânicos a disco, em relação a todo tipo de freio de aro, e talvez aumentasse concomitantemente os impostos sobre freios de aro para forçar uma migração nacional para um tipo de freio que oferecesse segurança no trânsito.

Meu intuito de importação é para manutenção de minha bicicleta e para talvez montar uma GRAVEL BIKE que é uma bicicleta de estrada com uns pneus 700C X 32mm ou 700C X 42mm, para lhes permitir pegar uma estrada de terra batida para cortar caminho, com um conjunto de quadro e garfo também em fibra de carbono para lhes permitir uma absorção mínima da aspereza do piso. Nessas bicicletas os eixos padrão são de 12mm de ø(diâmetro) para evitar a torção das rodas com a conseqüente perda de tração.

Dos 5 fabricantes de grupos para bicicletas de estrada: SHIMANO, SRAM, Campagnolo, FSA e Microshift, apenas a última não tem opção de sistema de câmbio eletrônico, mas apenas a SRAM tem u grupo SRAM eTap que é wireless. Os demais fabricantes aguardam essa patente cair para fabricarem seus grupos wireless em bicicletas de estrada e até em Mountain Bikes.

Aqui no Brasil só chegaram alguns cubos da série NEXUS 3, em bicicletas compartilhadas, com o sistema de câmbio selado dentro do cubo traseiro, que foi uma criação da marca inglesa STURMEY ARCHER, que a SHIMANO Copiou inicialmente sem sucesso, pois quebrava muito, mas hoje isso é passado, tem as linhas NEXUS 3, NEXUS 8 e ALFINE 11, a Rohloff, da Alemanha, produz desde 1986 o Rohloff Speedhub 14(com 14 marchas, tudo selado dentro do cubo, exigindo apenas uma troca de óleo por ano.), e mais recentemente a também alemã PINION passou a produzir a PINION GEAR BOX 18(Cuja manutenção resume-se a também trocar o óleo 1 vez por ano como com sua congênere alemã Rohloff.) Os sistemas de câmbio alemães tem expectativa de duração de 12 anos cada um. A diferença de preço desses 2 sistemas de câmbio alemães para a SHIMANO é abissal. Eu só vi pessoalmente os SHIMANO NEXUS 3 e um cubo de engrenagens epicíclícas da STURMEY ARCHER como os da ROHLOFF, com uma capacidade similar. Apenas vi uma bicicleta de linha com uma PINION GEAR BOX, por fotos, a KTM ULTRA 29 PINION, que consegue ter um preço quase razoável, porque o quadro é em alumínio. Quase fui buscar uma, mas achei que ia ter dificuldade de encontrar peças, e iria ter de ir à Europa para repor o câmbio quando o mesmo chegasse ao término de sua vida útil 12 anos depois. Hoje eu quero uma dessas KTM ULTRA 29 PINION, mas parece que saiu de linha. Só fabricantes artesanais estão usando esses câmbios em quadros sob medida em aço ou titânio.

E no fim de tanto texto você vai me perguntar de onde saiu tanta informação: eu aprendi 4 idiomas só para ler sobre bicicletas e sou aluno formado em 8 cursos na www.escolaparktool.com.br, mas não exerço a profissão de mecânico porque abaixo dos USA é uma profissão MUITO mal remunerada. Era para ser uma profissão regulamentada com um salário base que fosse suficiente para a sobrevivência sem atropelo dos mecânicos de bicicleta, que são muito explorados.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
Entre para seguir isso  

×